sexta-feira, 8 de maio de 2009

O samba de Jesus





Quando a mulher jogou-se ao chão, enquanto chorava e lhe lavava os pés com lágrimas, ele inclinou-se para ela e, docemente, fazendo jorrar dos olhos e da voz amor e compaixão enebriantes, cantou as duas primeiras estrofes dessa canção.

O meu samba vai curar teu abandono
O meu samba vai te acordar do sono
Meu samba não quer ver você tão triste
Meu samba vai curar a dor que existe
Meu samba vai fazer ela dançar
É o samba certo pra você cantar

O meu samba é de vida e não de morte
Meu samba vem pra cá e traz a sorte
E celebra tudo o que é bonito
Meu samba não despreza o esquisito
Meu Samba vai tocar no infinito
Meu Samba é de bossa e não de grito

Dias depois, quando estava prestes a partir, reuniu em um dos morros da cidade os bambas de verdade que o seguiram aos trancos e barrancos nos últimos anos e cantou para eles a estrofe final.

Meu Samba, defendi com alegria
Deixe que a noite vadia
Vai saber lhe coroar
Deixo entregue aos bambas de verdade
Que estão nos morros da cidade
Peço a benção pra passar
Deixo entregue aos bambas de verdade

Que estão nos morros da cidade
Peço a benção pra passar



Samba Meu
Composição de Rodrigo Bittencourt na voz de Maria Rita.

1 comentários:

Uma menina... Uma Marília disse...

Olá!
Eu achei esse blog faz um tempo, mas só hoje tive tempo de olhar.
Eu queria saber melhor quem são vocês e de eventos. E qual cidade né?
Eu sou da Paraíba!
Sim, eu costumo ver muita beleza em algumas da MPB, mas nunca consegui ter uma visão tão sem preconceito como essa. Pois fui criada em um ambiente que rejeita o que chamam de "música secular".
Queria que se vocês pudessem me mandassem um email explicando quando há eventos e isso aí...

mariiliatelles@hotmail.com

Obrigada!

Postar um comentário